Como escolher o mochilão ideal?

Como escolher o mochilão ou como escolher uma mochila cargueira?

Na hora de comprar seu mochilão, é preciso levar em conta vários fatores, não é uma tarefa tão simples, mas nós vamos te ajudar.
É necessário seguir algumas dicas na hora da compra, afinal será um investimento para o futuro de sua vida na estrada, sua vida de viajante.
O primeiro passo é identificar qual o seu estilo de viagem.
Você gostaria de uma mochila prática para levar para viagens, trilhas e etc?

O que é melhor, “mochila cargueira” (mochilão) ou “mala de rodinhas”?
Em uma viagem a trabalho ou a negócios, com pequenos trechos caminhando e maior tempo em carros particulares ou táxis, em uma viagem que você gostaria de trazer presentes para você ou para amigos a mala é uma ótima opção.
Caso você precise caminhar, subir escadas, pegar ônibus, fazer trilhas, estradas off road (estilo Jalapão) e principalmente se você não conhece direito o caminho que vai fazer, a mochila é a escolha certa.

Mochilão versus Mala de Rodinhas


Leve em conta também….

1- Quantidade de destinos.
Se você está realizando uma viagem em que passará por várias cidades ou mais de um país, a questão deslocamento com mala de rodinhas fica um pouco complicada.

2- Meios de transportes utilizados em sua viagem.
Se pegará metrô, ônibus, ou algum trajeto caminhando a melhor opção é a mochila, por mais comodidade.

3- Gastos de viagem
Viagens com mochilão são para pessoas mais econômicas, que não pretendem fazer compras e mais compras, devido a quantidade de espaço reduzido. Se você pretende comprar presente para a família toda, o mochilão não é o ideal.

4- Comodidade
Mais uma vez, avalie seu estilo de viagem, a mochila é prática e se escolhida de maneira correta não prejudicará sua coluna, será confortável e apropriada para isso. Claro que mala de rodinha é só você puxar, não sobrecarrega nadinha em seu corpo, mas dependendo de deslocamento, escadas e etc ela se torna um pesadelo.

Nós somos 98% a favor do mochilão por ser nosso estilo de viagem, o nome Um Sonho, Duas Mochilas já deixa claro em qual lado estamos. Mas claro que em algumas viagens curtas e sem muito deslocamento utilizamos também a mala de rodinhas, como por exemplo em nossas Expedições para o Chile e Argentina, que não nos deslocamos muito, nossos transportes de Aeroportos para as Hospedagens são feitos por transporte particular, e porque nesses destinos gostamos de trazer bons vinhos e alfajor na bagagem, então precisamos de espaço.

Já em nossas Expedições para o Jalapão, Chapada dos Veadeiros, sempre indicamos mochilão, pois são estradas off road, bem precárias e a mala de rodinhas pode se soltar do teto do carro e danificar. Já vimos casos em que a mala de rodinhas se soltou e abriu, espalhando roupas por toda a estrada do Jalapão.

Agora que você já conhece a diferença os pontos entre mala de rodinhas e mochilão vamos para as dicas de COMO ESCOLHER O MOCHILÃO IDEAL:

Quando comprei meu primeiro mochilão eu não entendia nada, quando comprei o segundo eu entendia um pouco, mas não fiz uma boa escolha, escolhi pela cor e ela é linda, mas não é muito prática, coloco poucas coisas e ela parece que vai estourar, mas com os erros e experiências vamos aprendendo.

Mochila 30 ou 40 Litros, ela é ótima para os minimalistas de plantão, aqueles que realmente levam o essencial e precisam de bem pouco, sem falar que se encaixam perfeitamente nas medidas de bagagem de mão em quase todas as cias aéreas caso não estejam estourando de tanta coisa.

Mochila de 45 a 50 Litros (tenho uma de 45 e uma de 50 Litros): gosto mais da de 45 litros, consigo levar bastante coisas e já fiz viagens de 3 meses seguidos apenas com ela, ela já foi útil para viagens de final de semana, para trekking com barraca, saco de dormir e etc e também para uma viagem longa.
Mas sem dúvidas a de 50 Litros é a mais utilizada entre os mochileiros, ele tem o tamanho ideal para todas as viagens, tanto para minimalistas, quanto para quem gosta de carregar a casa toda nas costas!
Essas geralmente precisam ser despachadas em aeroportos, a não ser que ela não esteja tão cheia e se enquadre nas medidas (varia de marca para marca). Mas sempre olhe as medidas antes de decidir se vai despachar ou não, comprimento, largura e profundidade, que importa muito na hora de colocar na caixa de medição no check in.

Como escolher o melhor mochilão pra mim?

Experimentando.
Busque uma loja em sua cidade de artigos esportivos e teste algumas mochilas, o modelo que você sinta que as suas costas ficam bem encaixadas de maneira confortável. Mesmo que você faça a compra online, vale a pena dar uma olhada em lojas físicas, experimentar para saber qual o seu estilo.
Temos que considerar que cada pessoa possui um biotipo diferente.
Eu por exemplo sou baixinha e um mochilão de 70 Litros seria inviável.

Pessoa versus peso da mochila:
O peso ideal para evitar futuros problemas não deve passar de 10% do seu peso corporal. No meu caso não funciona muito, eu não consigo levar tão pouca coisa, confesso, mas seria o ideal.
Mas tente sempre ficar entre 10 a 12 quilos para ficar confortável para suas costas.

Atenção para os seguinte próximos tópicos que você precisa ter atenção:

É necessário uma boa barrigueira: barrigueira é a parte que fica ao redor da sua cintura, ela precisa ser ajustada de acordo com seu corpo, pois a função dela é ajudar a repartir o peso da carga, evitando que todo o peso fique nos ombros.
Algumas barrigueiras possuem bolsos na frente, o que é ótimo para guardar objetos que precisam estar a mão.


Capa de Chuva: Muitas mochilas já vem com a capa de chuva acoplada, geralmente ela fica guardada em um bolso secreto no fundo da mochila (parte externa). Caso não venha, é possível comprar separadamente capas compatíveis de acordo com a litragem do mochilão.
Além de usar a capa de chuva para a chuva em si, eu sempre uso a minha na hora de despachar o mochilão para encapar a mochila e também para armazenar a mochila em casa, ela fica mais protegida e o valor da capa de chuva é baixo, melhor proteger a mochila que é mais cara.


Regulagem de altura: é a regulagem que fica nas alças da mochila, auxiliando no ajuste da mochila ao corpo.

Fita peitoral: a presilha que vai na altura do peito e auxilia no ajuste da mochila ao corpo e também ajuda na divisão do peso da carga.

Armação: a armação é uma parte muito importante, é o esqueleto da mochila, responsável pela sustentação e a postura das costas. O ideal são encostos respiráveis, para mais conforto.

Abertura da mochila: para os mais organizados o ideal são as mochilas com zíper, semelhante a mala de viagem mesmo, assim fica mais rápido e pratico de encontrar o que precisa.  
A diferença é porque a s mochilas sem o zíper são como sacos, ou seja, se você precisar de algo lá do fundo da mochila, precisará tirar tudo até chegar ao que deseja.

Bolsas e compartimentos: bolsos nas laterais e na parte superior.
Compartimento frontal ou superior para separar itens mais usados como pasta de dente, protetor solar, óculos de sol e etc, fica tudo mais acessível.
Separação para que você possa separar calçados de roupas.

Caso queira usar também para trekking, acampamentos ideal buscar por compartimento para prender uma correia e acoplar seu saco de dormir e barraca do lado de fora.
Espaço para o bastão de caminhada.
Algumas mochilas possuem também um “furinho” próprio para a mangueira da Camelback (bolsa de hidratação), essa super indico, pois facilita muito na hora de tomara água da Camelback durante uma trilha.

Existem ainda as mochilas femininas, masculinas e unissex e a diferença é a seguinte:

Outro fator a ser levado em consideração para as mulheres, é escolher um modelo feminino, já que eles são preparados para a anatomia da mulher. As diferenças são poucas, mas como a anatomia do corpo feminino é diferente do masculino, muitas vezes as femininas possuem:

  • As alças mais finas
  • A fita peitoral acima da altura do peito (ou regulável) para não machucar
  • Barrigueira mais acolchoada e largas

Existem diversas marcas no mercado para diferente tipos de bolsos (R$), a minha primeira se quer tinha marca, comprei em meu intercâmbio na Irlanda, a mais em conta que comprei e por sinal ela é excelente (a de 45 litros). Já meu mochilão de 50 Litros é da Quechua e eu adquiri na Decathon, comprei online e na sorte, confesso que acho ela linda e está sempre comigo, porém o que desagrada é que com pouca bagagem ela parece estar estufada a ponto de explodir por não ter muita sustentação do lado como a de saco.

Existem ótimas marcas também como Náutika, Deuter, The North Face, Mountaineer, Columbia, Trilhas e Rumos, Granite Gear e etc.

A questão marca, qualidade e valor, depende também do seu objetivo, conheço mochilas que não são de marcas conhecidas, ótimos valores e muito boas para viagens, só não são tão boas para trekking.

Minha experiência foi com a Quechua, a marca possui uma variedade infinida de modelos e você encontra na Decathon.

Espero que esse post tenha sido útil e se você tem um amigo que precisa ler isso, compartilhe o link com ele!

Ahh! Não esquece de seguir nosso Instagram (@umsonhoduasmochilas) e venha fazer parte de nossas aventuras, nossas viagens em grupo!

Até a próxima!

Thainá Magalhães

Equipe Um Sonho, Duas Mochilas










Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s